Sonho que some

Eu já não sei
Tudo que pensei
Nem tentei

Porque passou
Sem a atenção chamar
Se jogou em um mar
De pensamentos que deixei
Porque neles não me encontrei

O que chega a costa
É sequestrado pela ressaca
A única coisa exposta
É o volume do nada
E o que me importa
Continua uma charada

Meus olhos tocam o horizonte
Refletem a fome
De estar distante
Desse sonho que some

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s